Buscar Notícias
02/09/2014 População brasileira chega a 202,7 milhões, estima IBGE

A população brasileira cresceu 0,86% na passagem de 2013 para 2014, segundo estimativa divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O total de habitantes nos 5.570 municípios do país chegou a 202,7 milhões.

As cidades de médio porte foram as que tiveram o maior crescimento populacional na passagem de 2013 para 2014, com alta de 1,12%. Segundo a metodologia utilizada pelo IBGE, os municípios de médio porte são aqueles com população entre 100 mil e 500 mil habitantes.

Dentre as cidades de médio porte, a mais populosa é Ananindeua, no Pará, com 499.776 habitantes, seguida por Niterói (RJ), com 495.470 pessoas, e Campos dos Goytacazes, também no Rio, com 480.648 moradores.

"Esses municípios em geral são importantes centros regionais em seus Estados, ou integrantes das principais regiões metropolitanas do país, e se configuram como áreas de atratividade migratória", afirmam os técnicos do IBGE em relatório.

A população dos grandes municípios (acima de 500 mil habitantes), cresceu 0,84% em 2014 na comparação com 2013. As cidades com população entre 50 mil e 100 mil tiveram aumento populacional de 1,02%, no período.

"Isso é uma evidência de que o dinamismo populacional do Brasil está seguindo novas rotas, particularmente rumo ao interior do país e se manifestando nos municípios de porte médio, como pode ser observado. Contudo, ainda persiste uma acentuada concentração de população em um número reduzido de municípios", afirma o IBGE.

Nas 25 maiores regiões metropolitanas brasileiras se concentram pouco mais de 82 milhões de pessoas, cerca de 43% da população do país. Considerando apenas as 27 capitais, o relatório mostra que 48,2 milhões de pessoas vivem nelas, o equivalente a quase 24% da população brasileira.

A região metropolitana de São Paulo continua com a maior população do país, com 20,9 milhões de habitantes, representando 10,3% do total. A região metropolitana do Rio aparece em segundo lugar, com 11,9 milhões de pessoas, 5,9% do total, seguida pela região metropolitana de Belo Horizonte - 5,7 milhões de habitantes, equivalente a 2,8% dos brasileiros.

As estimativas populacionais servem como base para o cálculo de indicadores econômicos e sóciodemográficos nos intervalos entre a realização do Censo. São também usadas como parâmetros pelo Tribunal de Contas da União (TCU) na distribuição de recursos do governo federal a Estados e municípios, por meio dos fundos de participação.

Autor / fonte: Valor Econômico Link Relacionado: http://www.valor.com.br/brasil/3672718/populacao-brasileira-chega-2027-milhoes-estima-ibge Tags: população, Brasil, cidades
Compartilhe: