Buscar Notícias
16/06/2014 Economist diz que Brasil passou de

SÃO PAULO  -  Na edição que chega às bancas neste fim de semana, a revista "The Economist" propõe uma revisão do termo "Belíndia", cunhado pelo economista brasileiro Edmar Bacha em 1974.

A palavra foi criada para capturar a desigualdade de renda pela qual o país era famoso: uma pequena e rica Bélgica cercada por uma vasta e pobre Índia.

No artigo, a revista diz que o país está mais para "Italordânia".

A parte mais rica do Brasil, perto de Brasília, não estaria nos níveis belgas, mas seria tão abastada quanto a Itália, segundo o PIB per capita de 2011, último dado disponível.

Mais rico

A Índia, por sua vez, seria muito mais pobre do que os Estados brasileiros mais desprovidos de recursos, como Maranhão e Piauí.

Nesses lugares, o PIB per capita é três vezes maior do que no país asiático e aproximadamente igual ao da Jordânia.

Segundo a publicação, a renda real por pessoa no Maranhão cresceu seis vezes desde 1950.

No Piauí, a renda aumentou sete vezes, o melhor desempenho entre os Estados brasileiros nos últimos 50 anos.

Autor / fonte: Valor Econômico Link Relacionado: http://www.valor.com.br/internacional/3583808/economist-diz-que-brasil-passou-de-belindia-para-italordania Tags: Brasil, desigualdade, renda
Compartilhe: